Enviando email...

COMO FUNCIONA O ALUGUEL SEM FIADOR?

27/09/2017

Garantias locatícias:

Sem Fiador: 
Opção 1: Sistema CredPago

• CPF e RG

•Cartão de crédito

• Última Fatura do cartão de Crédito

 

Sem Fiador

*Opção 2: Com Caução

• 4 vezes o valor do aluguel

• CPF e RG

 

*Depósito em caução de 3 vezes o valor do aluguel e mais uma vez o  valor do aluguel a título de Fundo de Recuperação do Imóvel. Todos estes valores serão corrigidos pelo índice da Poupança e devolvidos no final da locação.

LEIA MAIS
0 Comentários

Dia Nacional da Doação de Órgãos: o que você precisa saber para salvar vidas

27/09/2017

Em 27 de setembro, celebra-se o Dia Nacional da Doação de Órgãos. E o Brasil tem motivos para comemorar: a rede pública de transplantes do país é uma das mais organizadas e eficientes do mundo, e o número de doadores cresceu desde que a legislação sobre o tema entrou em vigor, há cerca de 20 anos. Mas como tudo sempre pode melhorar, o país ainda tem o desafio de reduzir as filas que impõem a milhares de famílias o sofrimento da espera por um doador. Chegamos à marca de 16 doadores efetivos por milhão de habitantes (há duas décadas, ficava entre seis e sete doadores por milhão de habitantes), mas vislumbramos alcançar países como Espanha, Estados Unidos, Portugal e França, onde essa proporção dobra. 

Falta de solidariedade e empatia? Medo? Preconceito? Nada disso. O que mais pesa na decisão de doar órgãos, segundo médicos e especialistas que atuam na rede de transplantes, é a falta de informação. Tire suas dúvidas sobre o tema e saiba como você pode salvar vidas.

O que é a doação de órgãos
É o ato de permitir que uma ou mais partes do corpo (órgãos ou tecidos) sejam retiradas de um paciente após a morte dele para que possam ajudar outras pessoas. No caso dos órgãos, o transplante precisa ser feito horas após o falecimento para que o funcionamento no receptor não seja inviabilizado. Em alguns casos, a doação também pode ser feita em vida.

Como ser doador
O ideal é manifestar a vontade de doar e informá-la à família. Não adianta deixar o desejo expresso por escrito nem um registro — mesmo gravado em vídeo ou declarado em uma rede social, por exemplo. A decisão final é dos familiares: são eles que definirão se e quais órgãos e tecidos serão doados. 

Quando a doação é possível
Não é qualquer tipo de morte que viabiliza a doação. Para que os órgãos possam ser transplantados, é preciso que sejam retirados enquanto o coração ainda bate artificialmente — o que só é possível em casos de morte encefálica, quando todas as funções do cérebro param de maneira completa e irreversível. Essa é a definição legal de morte. Quando cessam todas as funções neurológicas, o organismo é mantido "funcionando" com a ajuda de aparelhos. Como ainda há uma pulsação e o corpo está quente, há dificuldade de os familiares entenderem que aquela pessoa efetivamente está morta, que se trata de uma situação irreversível. E a negativa familiar diante de situações como essa é a principal causa que impede a doação de órgãos. É por isso que, apesar do grande número geral de mortes, a quantidade de possíveis doadores é baixa.

Quem pode e quem não pode doar

Há critérios de seleção destinados a impedir que órgãos pouco saudáveis sejam utilizados em transplantes. A idade não costuma ser um deles: crianças e idosos podem ser doadores, assim como qualquer pessoa que tenha tido a morte encefálica confirmada. Mas a causa da mort

LEIA MAIS
0 Comentários

Como escolher o papel de parede ideal para o seu imóvel!

20/09/2017

Que os papéis de parede deixam o ambiente muito mais bonito isso a gente já sabe.  Mas para que tal decoração se encaixe perfeitamente em seu imóvel é preciso saber escolher o papel ideal. No texto a seguir você encontra algumas dicas fundamentais para acertar na escolha.

LEIA MAIS
0 Comentários

12 dúvidas de quem vai alugar uma casa!

11/08/2017

Alugar um imóvel demanda muitos cuidados. Quem procura um imóvel para morar de aluguel nas grandes cidades brasileiras invariavelmente se depara com dores de cabeça.

LEIA MAIS
0 Comentários

Seis itens para considerar na hora de comprar móveis

21/07/2017

1 - Ergonomia

Os móveis devem ser escolhidos pensando no conforto que oferecem. Por isso, na hora de montar a sala de TV, escolha primeiro o sofá. O móvel deve acomodar todos de maneira confortável. Em seguida, a televisão deve ser posicionada na altura correta para os moradores. Seguindo esses passos, uma família de pessoas altas, por exemplo, não precisará curvar a coluna toda vez que for assistir algo.

Para a sala de jantar, escolha cadeiras bem confortáveis, o que os profissionais chamam de "cadeira para três horas". Significa que é possível aproveitar uma refeição longa sem incômodos.

2 - Dimensão

O primeiro passo, que nunca deve ser pulado, na hora de comprar móveis é checar a dimensão do espaço onde a peça será instalada. Além disso, é preciso conferir também todo o caminho que o móvel irá percorrer até chegar ali. Dessa forma, você evita que o sofá não passe na porta ou não caiba no elevador, por exemplo.

3 - Composição

Um hábito que quase ninguém tem é verificar os materiais utilizados na fabricação do móvel. A atenção evita que você leve para casa peças com produtos químicos nocivos, como o metanal.

 

4 - Aposte em móveis grandes

Muita gente acredita que um armário muito alto ou um sofá largo deixam os ambientes desproporcionais. Mas, geralmente, o que acontece é o contrário. Se instalados corretamente, as peças grandes trazem sensação de amplitude aos ambientes. Evite preencher um espaço de metragem reduzida com peças pequenas. A combinação deixa o ambiente ainda menor.

5 -  Brinque com formatos

Se a sua sala possui um espelho e uma luminária redonda, que tal apostar em uma mesa de centro retangular? Brincar com os formatos dos móveis traz charme e personalidade aos ambientes.

6 - Vintage e customizado

Uma casa que espelhe a personalidade do morador é o que chamamos de lar. Para garantir esse aconchego, aposte em itens com a sua cara. Se curte garimpo, visite diferentes lojas até encontrar aquela móvel pelo qual você se apaixone. Depois, é só pensar a decoração do espaço que irá recebê-lo a partir da peça.

 

LEIA MAIS
0 Comentários
Primeiro34567Último
Siga-nos: