Enviando email...

Locação sem FIADOR

08/12/2017

Como funciona?

O inquilino escolhe o imóvel através do nosso site www.imobiliariacidade.com.br OU vindo pessoalmente até a Imobiliária Cidade para conhecer as várias opções em imóveis que oferecemos. Apresenta:

• Documentos pessoais

• Cartão de crédito

• Cópia da última fatura do cartão

 

Esses documentos passarão por uma análise e em menos de 15 minutos o resultado é apresentado. Aprovado, Você recebe um e-mail com os termos do contrato bastando apenas clicar em "ACEITO OS TERMOS DO CONTRATO".

 

SEM BUROCRACIA, RÁPIDO, FÁCIL, SEGURO E DESCOMPLICADO.

LEIA MAIS
0 Comentários

Locação sem fiador para UNIVERSITÁRIOS

07/12/2017

A melhor maneira de alugar imóvel para estudantes.

Agora ficou muito mais fácil para você estudante alugar o seu imóvel. Na Imobiliária Cidade você aluga o imóvel ideal sem precisar comprovar renda e sem fiador.

Como funciona? 

O estudante escolhe o imóvel de seu interesse através do nosso site www.imobiliariacidade.com.br OU vindo pessoalmente até a Imobiliária Cidade conhecer nossa carteira de imóveis, feito isso, apresenta o comprovante de matrícula escolar e um corresponsável, parente de primeiro ou segundo grau de qualquer lugar do Brasil, que possua um cartão de crédito ativo e com limite de crédito aprovado superior à quatro vezes o valor locatício.

De posse dessas informações, a imobiliária fará a análise dos dados do cliente e em menos de 15 minutos, o resultado da análise é repassado. Aprovado, estudante e corresponsável recebem via e-mail os termos do contrato, precisando apenas clicar em ACEITO OS TERMOS DO CONTRATO.

 

SIMPLES, RÁPIDO, PRÁTICO E SEGURO.

LEIA MAIS
0 Comentários

COMO FUNCIONA O ALUGUEL SEM FIADOR?

27/09/2017

Garantias locatícias:

Sem Fiador: 
Opção 1: Sistema CredPago

• CPF e RG

•Cartão de crédito

• Última Fatura do cartão de Crédito

 

Sem Fiador

*Opção 2: Com Caução

• 4 vezes o valor do aluguel

• CPF e RG

 

*Depósito em caução de 3 vezes o valor do aluguel e mais uma vez o  valor do aluguel a título de Fundo de Recuperação do Imóvel. Todos estes valores serão corrigidos pelo índice da Poupança e devolvidos no final da locação.

LEIA MAIS
0 Comentários

Dia Nacional da Doação de Órgãos: o que você precisa saber para salvar vidas

27/09/2017

Em 27 de setembro, celebra-se o Dia Nacional da Doação de Órgãos. E o Brasil tem motivos para comemorar: a rede pública de transplantes do país é uma das mais organizadas e eficientes do mundo, e o número de doadores cresceu desde que a legislação sobre o tema entrou em vigor, há cerca de 20 anos. Mas como tudo sempre pode melhorar, o país ainda tem o desafio de reduzir as filas que impõem a milhares de famílias o sofrimento da espera por um doador. Chegamos à marca de 16 doadores efetivos por milhão de habitantes (há duas décadas, ficava entre seis e sete doadores por milhão de habitantes), mas vislumbramos alcançar países como Espanha, Estados Unidos, Portugal e França, onde essa proporção dobra. 

Falta de solidariedade e empatia? Medo? Preconceito? Nada disso. O que mais pesa na decisão de doar órgãos, segundo médicos e especialistas que atuam na rede de transplantes, é a falta de informação. Tire suas dúvidas sobre o tema e saiba como você pode salvar vidas.

O que é a doação de órgãos
É o ato de permitir que uma ou mais partes do corpo (órgãos ou tecidos) sejam retiradas de um paciente após a morte dele para que possam ajudar outras pessoas. No caso dos órgãos, o transplante precisa ser feito horas após o falecimento para que o funcionamento no receptor não seja inviabilizado. Em alguns casos, a doação também pode ser feita em vida.

Como ser doador
O ideal é manifestar a vontade de doar e informá-la à família. Não adianta deixar o desejo expresso por escrito nem um registro — mesmo gravado em vídeo ou declarado em uma rede social, por exemplo. A decisão final é dos familiares: são eles que definirão se e quais órgãos e tecidos serão doados. 

Quando a doação é possível
Não é qualquer tipo de morte que viabiliza a doação. Para que os órgãos possam ser transplantados, é preciso que sejam retirados enquanto o coração ainda bate artificialmente — o que só é possível em casos de morte encefálica, quando todas as funções do cérebro param de maneira completa e irreversível. Essa é a definição legal de morte. Quando cessam todas as funções neurológicas, o organismo é mantido "funcionando" com a ajuda de aparelhos. Como ainda há uma pulsação e o corpo está quente, há dificuldade de os familiares entenderem que aquela pessoa efetivamente está morta, que se trata de uma situação irreversível. E a negativa familiar diante de situações como essa é a principal causa que impede a doação de órgãos. É por isso que, apesar do grande número geral de mortes, a quantidade de possíveis doadores é baixa.

Quem pode e quem não pode doar

Há critérios de seleção destinados a impedir que órgãos pouco saudáveis sejam utilizados em transplantes. A idade não costuma ser um deles: crianças e idosos podem ser doadores, assim como qualquer pessoa que tenha tido a morte encefálica confirmada. Mas a causa da mort

LEIA MAIS
0 Comentários

Como escolher o papel de parede ideal para o seu imóvel!

20/09/2017

Que os papéis de parede deixam o ambiente muito mais bonito isso a gente já sabe.  Mas para que tal decoração se encaixe perfeitamente em seu imóvel é preciso saber escolher o papel ideal. No texto a seguir você encontra algumas dicas fundamentais para acertar na escolha.

LEIA MAIS
0 Comentários
Primeiro34567Último
Siga-nos: